sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Mariana Ximenes lê trechos de Ferreira Gullar no último dia da Bienal do Livro


Mariana Ximenes encerrou a XIV Bienal com Paulo José no 'Livro em Cena', neste domingo, dia 20. Após ler trechos de Ferreira Gullar, a atriz esbanjou simpatia com os fãs e tirou fotos com todos que pediram e também distribuiu autógrafo. Paulo José encerrou o recital com a frase do autor "a vida é viver" e agradeceu muito pela participação.

Durante a leitura, Mariana explicou porque Ferreira Gullar costumava se chamar de falsificador da arte.

"Como ele gostava muito de arte ele reproduzia os quadros de muitos artistas para tê-los em casa e por isso fez um poema chamado 'Pintura'.

Foram recitadas também poemas como o feito em homenagem a Oscar Niemeyer, 'Nova Canção do Exílio'.

A atriz já havia ido a bienal para assistir aos atores Lázaro Ramos e a Renata Sorrah. Ela incentivou à leitura e disse que já conhecia e gostava das obras de Ferreira Gullar.



"Gosto de vários livros, mas acho que tem um específico para cada momento da nossa vida", confessou a atriz, revelando que o mais marcante de todos é '100 anos de solidão', de Gabriel Garcia Márquez.

"Um outro livro que me fez tomar gosto pela arte foi Monteiro Lobato", revelou.

Depois de deixar o 'Livro em Cena', Paulo José e Mariana Ximenes marcaram presença no 'Café literário', onde assistiram um pouco do debate de Ruy Castro e Paulo César de Araújo.

Fonte: SRZD CULTURA

3 comentários:

Iris disse...

Eu estava ai!!!!
A Mariana é perfeita!!!!!!Falei com ela , tirei foto com ela , ela é uma graça *-----*

sz'

Andreia Neves disse...

Ah que sorte a da Iris do comentário acima!!!
Quem me dera!!!

Andreia Neves disse...

Ah que linda ela!!! Não tinha visto o vídeo!! Que graça!!!